LOCALIZAÇÃO

Rua 4 de fevereiro, 327

Itoupava Norte 

Blumenau, Santa Catarina                       ⁠⁠

ultratraileventos@gmail.com

CONECTE-SE
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

February 24, 2018

January 25, 2018

October 3, 2017

September 11, 2017

August 24, 2017

Please reload

Posts Recentes

MALUQUICE CONTAGIOSA

January 25, 2018

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

DOS 8 AOS 50K

24 Feb 2018

Este relato é um resumo da minha experiência com as provas da Ultra Trail até agora.

Em março de 2016 participei dos 8km da Rota das Águas, minha primeira prova de trilha, apenas 4 meses após começar a correr. Posso dizer que foi amor à primeira corrida com o mundo da trail run.

 

 

Na Ultra Trail Ribeirão das Pedras do mesmo ano, resolvi ir um pouco mais além e corri 26km. Apesar de muitas pessoas não terem gostado, foi uma das minhas provas preferidas, com direito a muita chuva, lama e trilhas técnicas.

 

 

Infelizmente não pude participar da Celebration no final do ano. Devido ao excesso de provas (empolgação de primeiro ano de corredor), acabei lesionando o joelho em outubro e tive que ficar de fora. Mas claro que não pude deixar de estar presente, aceitei o convite do Maicon e da Débora e lá fui eu trabalhar de STAFF no topo do Morro do Bateias, esperando os corredores chegarem, exaustos, depois de enfrentarem uma subida forte e cansativa.

 

Em 2017, resolvi que o ano seria diferente. Decidi que iria apenas focar nas provas de trilha da UT e deixaria o asfalto de lado. Menos provas e mais qualidade. E assim foi, depois de 2 meses parado devido à lesão no joelho, em janeiro comecei os treinos e em março estava pronto pra novamente enfrentar a Rota das Águas, mas dessa vez nos 25k.

 

Para a Extreme Winter, resolvi dar um passo a frente na minha busca pessoal em grandes distâncias. Conversei com a Débora para começar a treinar com ela, falei sobre minha ambição em correr ultramaratonas e a minha ideia de fazer meus primeiros 50k na prova de junho. E para a minha felicidade, ela topou essa minha “loucura”!

 

10 de Junho - Extreme Winter em Rio dos Cedros. Temperatura por volta dos 0ºC no momento da largada, porém um céu azul e um solzinho para ajudar a esquentar o corpo. Uma das provas que corri mais tranquilo, sem me preocupar com a colocação que iria chegar, apenas queria terminar a prova bem e quem sabe dentro de um bom tempo. Indico essa prova para todos que querem arriscar seus primeiros 50k, percurso praticamente em estrada de chão batido, com poucas trilhas e altimetria acumulada em torno de 1300m. Resultado: tempo final de 6 horas e 30 minutos, muito melhor do que eu esperava. Os primeiros 50k a gente nunca esquece!

 

 

Agosto chegou e a Ribeirão das Pedras estava de volta. Prova duríssima, 50k e 2400m de desnível positivo. A chuva que melhorou a prova do ano passado não apareceu esse ano, trocada pelo calor que resolveu castigar os corredores. As trilhas que no último ano estavam escorregadias, esse ano massacravam as pernas com o impacto no solo seco e duro.

 

Larguei com um objetivo: completar dentro do tempo de 8 horas. No momento que o GPS do relógio cravou os 50k, faltando uma pequena distância para a linha de chegada, ele também apitou as 8 horas. A vitória pessoal foi alcançada.

 

 

Comecei esse texto falando sobre minha história dos 8 aos 50k na UT. Porém o próximo desafio já tem data e distância marcadas: 18 de novembro de 2017 - DESAFIO UT CELEBRATION 25+50k, totalizando 75km.

 

Defino a Ultra Trail Eventos em uma frase: “Pessoas apaixonadas pelo TRAIL RUNNING”. E termino este relato com uma frase da minha treinadora e organizadora da UT: “SÓ VALE A PENA SE FOR PARA SER FELIZ!!!” (Débora Wanderck)

Share on Facebook
Share on Twitter
Curta este post
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags